Você lembra?

Você disse que seríamos amigas para sempre, lembra? Aos finais de semana, nós combinávamos de ir ao cinema e depois dormir uma na casa da outra. As madrugadas passávamos em claro rindo de histórias antigas ou falando bem/mal dos garotos, acompanhadas de um delicioso brigadeiro de panela, nossa especialidade.

Fizemos nossos pais serem amigos, lembra? E isso só fortaleceu a nossa amizade. Viajávamos uma vez ao ano, conhecíamos pessoas novas e até beijamos algumas. Você era meu baú de segredos, você sabia de tudo. Era minha grande conselheira, consertava minhas burradas e me fazia sorrir mesmo quando a vontade era de chorar.

Fazíamos listas de metas para cumprir ao longo do ano, lembra? E não concluíamos nem a metade, mesmo assim planejávamos outra para o próximo ano. Íamos em festas, entrávamos em bate papos para zoar os homens pervertidos e riamos disso na próxima madrugada.

A vida adulta chegou e seguimos caminhos diferentes, lembra? Eu lembro de tudo e continuo me perguntando o que fez a gente mudar tanto. As conversas não são mais as mesmas, o ciclo de amizade mudou drasticamente e já não temos mais tempo de sair como antigamente. Será que isso é ser adulto? É ficar ocupado de mais com o futuro e esquecer do passado e presente que tanto nos alegrava?

Éramos melhores amigas, lembra? Para ser amiga de verdade não é preciso ter o melhor na frente, e sim se fazer presente na vida de alguém. Não é a distância que impede que uma amizade continue, são os objetivos de cada pessoa. E infelizmente, nossos objetivos não são mais os mesmos.

Anúncios

56 comentários sobre “Você lembra?

  1. Imagino a angústia que é passar por isso. Meu rompimento de vínculo de grandes amizades foi por motivos mais chatos que a distância. Já tive amizades onde me distanciei por conta da própria vida mesmo, rumos diferentes, mas as coisas continuam as mesmas. Já outras, nem tanto, mas fazer o quê. Já fui muito de guardar rancor, sentir muita raiva, mas isso tudo é em vão e felizmente passa.

    Curtido por 1 pessoa

  2. É horrível quando perdemos uma amizade de anos, não é? Tenho uma história parecida e até hoje ainda não sei o motivo de termos nos afastado. Dói saber que certas coisas não duram. De qualquer forma, a única coisa que podemos fazer é seguir em frente, e guardar a saudade e as lembranças que insistem em ficar por perto. Adorei o texto ♥

    Curtir

  3. Realmente, seguir caminhos diferentes afasta muito as amizades. Mas como você disse, o que separa mesmo são os objetivos diferentes.
    Mas bem, é a vida, né? O importante é lembrar das coisas que te fazem bem, mesmo que elas não aconteçam mais.
    Beijos!

    Curtir

  4. Que emocionante, faz muito sentido esse texto.
    Eu mantenho amizades distantes, e já passaram muitas pessoas na minha vida, mas a amizade acaba com o tempo, quando não há objetivos em comum.
    BEIJOOOS ❤

    Curtir

  5. Poxa. Triste, né? Eu sei que a vida é feita de ciclos e que as pessoas vem e vão, mas aceitar que chegou a hora de deixar alguém ir – principalmente, se esse alguém for muito importante – sempre é muito difícil. Texto cheio de sensibilidade. Me tocou bastante. Parabéns!

    Curtir

  6. Acho que isso acontece com a maior parte das pessoas. Mas acredito que seja algo tão natural que não chega a ser triste, colocar expectativas em outro alguém é querer que esse alguém carregue uma carga que ele não pode levar.
    Pessoas entram e saem, mas não é porque o tempo de encontro é maior que nunca mais poderemos nos encontrar não é? 🙂

    Curtido por 1 pessoa

  7. A dor de perder uma amiga as vezes é muito grande, mas acontece com todo mundo, infelizmente, também tinha uma amiga exatamente como a que você citou (tirando a parte dos pais serem amigos, isso eu nunca consegui asihauishas), enfim, vai melhorar e se for pra vocês serem amigas outra vez, serão, o que tiver de ser será, viu? Peixinhos!

    Curtido por 1 pessoa

  8. Oie, tudo bem? Realmente nos separar de pessoas que amamos é muito doloroso, ainda mais quando são motivos que fogem ao nosso controle. Eu me distanciei de algumas pessoas devido ao tempo, vidas diferentes e até mudança de cidade, nós evoluímos e muitas vezes essas pessoas não acompanham nosso trajeto, ou não as acompanhamos, porém nosso carinho por elas permanece. Beijos, Érika ^^

    Curtido por 1 pessoa

  9. Me identifiquei bastante com esse texto e me fez lembrar algumas amigas, uma em cada estágio: na escola, no 2º grau e também na faculdade. Continuamos em contato mas cada uma de nós seguimos nossos próprios caminhos, os objetivos e interesses já são outros. Já preenchemos nosso tempo de outra forma. Sinto falta e guardo ótimas lembranças, mas sei que é necessário essa mudança, como também sei que novas amizades sempre estão chegando. O importante é que não fique ressentimento, e que cada reencontro seja uma alegria !!! bjooooo

    Curtido por 1 pessoa

  10. Sei bem o que é isso. No meu caso é até mais forte porque mudei de cidade assim que me formei no colégio.

    Amizades de hoje daquela época só as que eram fora da escola que já estavam acostumadas a certas distâncias. Agora, amizade de colégio é uma coisa completamente diferente, às vezes só se sustenta enquanto se veem todos os dias, depois vai esfriando até não restar nada.

    É triste, mas é assim mesmo. Ou a gente se esforça para não perder contato, em via de mão dupla, ou tudo acaba se perdendo. Triste mesmo quando só um lado se importa em manter viva a amizade, uma hora cansa.

    Um beijo flor.
    Thay – http://www.leitoranamoda.com

    Curtido por 1 pessoa

  11. Lembrei muito de mim lendo esse texto. Mas dar-se um jeito. Eu e minha miga nos conhecemos desde os meu 7 anos, tenho 21 agr. Moramos longe demais a 3 anos. Não é a mesma coisa, não da pra ser pq não estamos mais coladas, mas quando a gente se visita parece que o tempo nem passou, volto a ser criança. Espero que não perca a esperança.

    Curtido por 1 pessoa

    • Sou assim com uma prima minha. Minha mãe vive dizendo “conversa com a fulana, pergunta como ela está”, mas soaria falso, sabe? Mas a cada encontro nosso é como se nada tivesse mudado e é isso que deixa tudo mais mágico ainda.

      Curtir

  12. Me identifiquei tanto com esse texto. Passei por isso algumas vezes. Uma foi na verdade com o meu grupo de amigas, eramos um grupo de quatro meninas, bem unidas. Mas cada uma foi se afastando aos poucos e quando percebi, já não eramos as mesmas. E recentemente, passei com aquela que eu achava ser minha melhor amiga, mas acho que é a vida né? A gente cresce, amadurece e às vezes percebemos que algumas coisas são inevitáveis. Lindo texto, parabéns!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s