É você…

– Tchau – Disse sem me olhar diretamente e saiu andando.

– Tchau – Respondi mesmo que não pudesse ser escutada.

Fiquei ali no portão, olhando-o ir embora. Assim, como se não fosse nada preocupante. Um vazio tomou conta do meu coração. O que estou fazendo da minha vida? Digo, da nossa vida? Estou transformando algo que era para ser maravilhoso em um poço de brigas e discussões. Mas então ele passou a mão pelo rosto enquanto caminhava para casa, com mais pressa que o normal. Ele não poderia estar… ou poderia? Ah não. Estava chorando. E o motivo era eu. Se fosse outra pessoa eu teria continuado ali no portão ou talvez tivesse entrado em casa, mas não era outra pessoa, era ele. Orgulho nenhum existia quando se tratava dele e quando dei por mim eu já estava o chamando pelo nome e correndo em sua direção. Sempre assisti essa cena nos filmes, mas vive-la… É totalmente diferente. O coração dispara, dispara tanto que parece que uma hora vai parar de bater. Você perde o ar, como se esquecesse de como respira. Abracei-o como se tudo o que vivemos fossem apenas lembranças e agora era real. Como se fosse a primeira vez. E por fim, chorei. Chorei muito. Muito mesmo. Não aquele chorinho sem graça dos filmes clichês. Foi um choro tão escandaloso que algumas pessoas que passavam nos olhavam assustadas. O abraço foi reciproco, já o choro nem tanto. Ele não era tão desesperado quanto eu. Nunca foi. Sempre fazia tudo no seu tempo, com calma. Chorar não era diferente. Era um choro tímido e particular. Então eu pedi desculpas. Muitas vezes. Eu queria explicar o motivo de cada desculpa, mas a voz não queria sair. Desculpa por ser uma pessoa difícil de lidar. Desculpa por causar tantas brigas sem motivo. Desculpa por ter ciúmes. Desculpa por não saber esquecer.

– Por que você está chorando? – Perguntou depois que nos sentamos em uma calçada.

– Por que eu sou uma idiota – Solucei – Tenho medo de perder você.

– Você não vai me perder – E me beijou.

Eu queria ter dito que se continuasse com essa minha atitude, iria perde-lo. Se eu continuasse desconfiando e pensando apenas em mim, iria perde-lo. E mesmo que eu tenha imaginado como minha vida seria sem ele, não conseguiria vive-la. Diferente dos outros que aparecem na minha vida, ele conseguiu fazer com que esse sentimento fosse reciproco. Nem de mais, nem de menos e sim na mesma medida. Nunca me senti tão especial como me sentia ao seu lado. Tinha medo de perder a pessoa que me fez seguir o caminho certo. A pessoa que eu mais amei em toda a minha vida. E a única que eu queria amar.

Tem pessoas que entram em nossa vida e faz com que nenhuma outra consiga entrar.

É você.

Sempre foi você.

Anúncios

39 comentários sobre “É você…

  1. Passou um filme na minha cabeça ao ler. Acho que sou bem assim… percebo o valor que tem pra mim quando estou prestes a perder. Deu até um aperto no peito – talvez porque a trilha sonora ajudou um pouco rs- mas percebi que quero mudar muita coisa em mim, melhor que pedir desculpas deve ser não ter motivos para pedi-las.
    ps: Blog lindo ❤

    Curtido por 1 pessoa

  2. Uauuuuuuuuu! Adorei! Belo texto! Muito bem escrito!!

    Lendo eu pensei logo em uma frase que minha irmã diz muito: “o relacionamento está nas mãos de quem menos se importa”. Ou finge não se importar. Quando uma pessoa fala para outra “tenho medo de te perder” já passa todo o comando para a outra, daí que surgem muitos relacionamentos a base do medo.

    Acho que é tipo isso, pelo menos ela namora há 10 anos a mesma pessoa e agora noivou, deve saber do que fala. hahaha

    Beijos, Thay Rocha
    http://www.leitoranamoda.wordpress.com

    Curtido por 1 pessoa

  3. Oi! Tudo bem?
    Que texto emocionante e fofinho!
    Amo ler textos assim, alegram o nosso dia com tanta doçura em pequenas palavras! Bjs (Blog Lindo!)

    Curtir

  4. Olar! Eu ri ali na parte do choro escandaloso, não do jeito que escreveu e tals, mas que passou uma cena na minha cabeça de eu fazendo isso, e realmente não é a melhor imagem, um choro muito assustador por sinal USHUSHUS. Adorei esse trechinho, muito filme, muito livro. Tu escreve algum livro?
    BEIJU!

    devaneiosbm.blogspot.com.br

    Curtido por 1 pessoa

    • Toda vez que leio passa mil cenas na minha cabeça haha. Olha, estou escrevendo vários, mas nenhum foi terminado AINDA. Acompanhe o blog, pois muitos desses textinhos farão parte de um livro de contos que estou montando e assim você sempre ficará informada! Mega beijo ❤

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s