Vida de cão

Esse mês o Whisky, meu cachorro, completa sete meses de travessura na minha vida. E para comemorar, nada mais justo do que falar um pouquinho dele para vocês.

Não tenho um bom histórico com animais. Já tive um papagaio que morreu, um cachorro que morreu, um peixe que morreu, um passarinho que fugiu – e mais tarde meu pai disse que na verdade ele também morreu e só não contou antes para eu não ficar triste – e um hamster que morreu, já com a Deborah Jones eu não senti tanta culpa, pois hamster chinês vive entre 2 à 4 anos dependendo do carinho que ele recebe, e a D.J. viveu exatamente 2 anos.

Eu nunca gostei muito de cachorro, confesso que já tive muito medo ou pavor desse e de qualquer tipo de animal, já o meu irmão sempre gostou. Desde sempre ele pedia para ter um cachorro e eu sempre implicava com isso. Então Bethoveen e Lili – cachorros do meu tio – tiveram nove filhotinhos. Uns mais lindos que os outros, alguns pretos e outros brancos – ou creme, não me lembro – e isso só fez com que a vontade do meu irmão aumentasse. Para a minha sorte, meu tio já havia doado todos os cachorrinhos e não sobrou nenhum, porém alguns meses depois a Lili teve mais nove! E não teve jeito, dessa vez sobrou quatro cachorrinhos para o meu irmão escolher, brancos, pretos e um marrom. E adivinha qual ele escolheu? O diferentão, o patinho feio da família, o único marrom hahaha. Ele era o mais esperto dos filhotinhos e continua sendo até hoje.

Levamos ele para casa, ele era tão pequeno que nem conseguia subir a escada e dormia a todo o momento. Minha mãe nunca quis ele dentro de casa, mas ele era tão pequeno e tão fofinho que ela não resistiu, no primeiro mês ele ficava na sala ou no quintal, os únicos lugares “permitidos”. Desde sempre ele foi MUITO terrível. Fazia xixi em qualquer lugar, mordia todo mundo e gostava de ficar pulando sem parar quando alguém chegava em casa. Até que ele foi banido e passou a morar no quintal mesmo hahaha.

Não sei se somos péssimos donos ou ele é terrível de natureza, por que até hoje, depois de sete meses não conseguimos nem fazer ele pegar uma bolinha e entregar na nossa mão. Sério. Até passear com ele é um pouco difícil, eu mesma não arrisco segurar a coleira. Jajá vou chamar a super nani pra ver se dá um jeito nessa coisinha.

Minha vida mudou completamente em sete meses. Criei um carinho tão grande pelo Whisky que qualquer cachorro bonitinho que vejo pela rua dá vontade de apertar. Já ouviram falar naquela frase: “O amor muda as pessoas”? É a mais pura verdade.

Anúncios

19 comentários sobre “Vida de cão

  1. Muito lindo seu cachorro, eu simplesmente amo e acho super fofo. Acho que todo mundo que tivesse condições deveria ter um cachorro haha, eu mesma sou louca pra ter um, porém minha mãe não deixa, puff! Mas enfim… Eles são alem do que apenas animais, precisam de carinho e amor tanto quanto a gente. Parabéns pelo cachorro e pelo blog, muito sucesso pra ti, linda! ❤

    Beijo na bunda!

    http://www.faladominick.com

    Curtido por 1 pessoa

    • Concordo, e também acho MUITO melhor adotar um do que comprar. Tem gente que paga uma fortuna para ter um husky e não está nem aí para os cãezinhos abandonados. Eu divido o quintal com a minha avó, imagina o trabalho que dá para fazer o Whisky não comer as plantas dela hahaha. Mas por enquanto está tudo certo e ele é muito bem vindo aqui em casa. Muito obrigada ❤

      Curtir

  2. Eu sempre quis comprar um cachorrinho( sou apaixonada por cães*-*) porém depois de ver tantas pessoas dando N motivos para adotar ao invés de comprar fui amadurecendo essa ideia. Hoje em dia é minha maior vontade encontrar aquele que esteja para a adoção e precisando de muito amor. Na última frase você mencionou uma citação que muitas pessoas assemelham apenas ao seres humanos, e eu sinceramente, nunca pensei que ela pudesse servir direitinho para um amor de homem e animal.
    O amor definitivamente muda as pessoas. Para melhor, sempre!
    Muita saúde para sua família e para esse lindo cãozinho.
    Beijos!
    Sonhos na Bolsa

    Curtir

  3. Toda família deveria ter um cachorro. Ele une a nossa família de um jeito muito legal, principalmente quando o levamos para passear. Adote um, você vai ver como é a sensação de ser mãe/irmã/amiga de um cachorrinho lindo. Muito obrigada pelo carinho, beijos!

    Curtir

  4. hahahaha que lindo!!!
    Alguns cachorros são mais sapecas mesmo, mas temos que ser rigorosos e mostrar quem é que manda, se não ele se acha o dono de tudo. É normal filhote fazer xixi pela casa toda, com o tempo e com muita dedicação ensinando a ele o lugar certo ele aprende. Erra algumas vezes, mas depois de 6 meses eles começam a acertar sempre. Aqui em casa foi assim com os dois, e hoje eles só fazem no tapete higiênico. *-*

    Não desiste não, pesquisa macetes de adestramento na internet, tem muita coisa legal.

    Beijos, Thay Rocha
    http://www.leitoranamoda.wordpress.com

    Curtido por 1 pessoa

  5. “Não sei se somos péssimos donos ou ele é terrível de natureza” kkkk
    Minha cachorrinha já tá com 16 meses e SOCORRO! Eu sempre achei que era uma péssima dona, mas depois de ler isso, acho que é da natureza deles – ou será verdade que os animais parecem os donos(?).
    Semana passada minha cachorrinha passou por uma cirurgia, no primeiro dia eu chorei tanto ao ver que ela tava quietinha, só queria ficar deitada. Depois me falaram que ela ia ficar mais quieta mesmo, que a partir dali, Lucy não seria o Tazmania mais. Uma semana depois… ai ai kkk Ela já rasgou a caminha que dei pra ela, continua tentando pegar as roupas do varal, sobe na minha cama e deita como se fosse dona.
    E mesmo assim… como não amar? O amor muda mesmo, eu peguei ela por dó, porque ela seria abandonada, mas no começo nem achava ela fofinha, hoje é meu xodó, e pra mim o Au Au mais lindo do mundo!
    Parabéns pelos 7 meses Whisky \õ

    http://www.normaldemais.com

    Curtido por 1 pessoa

    • Toca aqui o/ não dá pro Whisky ficar dentro de casa, é terrível demais! Tivemos até que fazer um portãozinho para ele não ficar indo no quintal da minha vó – que é em cima da minha casa – ela tem muitas flores e plantas, toda vez que deixamos o portão aberto ele detona uma kkkkkk. Mãe de cachorro, é terrível também, talvez ele tenha puxado um pouco de mim rs. Obrigadaaa e boa sorte com a Lucy.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s